Como Starbucks vai usar os NFTs para fazer o marketing?

A Starbucks está renovando seu programa de fidelidade e trabalhando uma plataforma NFT na nova fase do programa. Curiosamente, a empresa não está usando o termo NFT para descrever as ofertas de arte digital. Algo muito semelhante ao Instagram que batizou sua iniciativa com NFTs de colecionáveis digitais.





Como vai funcionar na prática? A Starbucks anunciou recentemente sua nova comunidade digital chamada Starbucks Odyssey, que será lançada ainda este ano, de acordo com o TechCrunch. Os visitantes que cumprirem com sucesso objetivos e jornadas completas serão recompensados com NFTs (que também podem ser comprados e negociados em um marketplace). Os colecionáveis digitais serão chamados de "selos de viagem" dentro da plataforma.


Os visitantes também poderão desbloquear vantagens acumulando selos. Starbucks está imaginando os mimos indo além das bebidas grátis e lanches. As recompensas antecipadas incluem acesso a aulas ou mercadorias exclusivas e até convites para eventos exclusivos e até internacionais. Espera-se que as recompensas de nível mais alto sejam para aqueles que comprarem os NFTs mais caros, mas os níveis mais baixos serão acessíveis para aqueles que ganham seus selos no aplicativo.


Vários varejistas e marcas começaram a experimentar tecnologias "Web 3" como NFTs. A Nike chegou ao ponto de adquirir um estúdio de criação da NFT chamado RTFKT, que se estabeleceu vendendo tênis virtuais feitos em colaboração com artistas por dezenas de milhares de dólares.





Esse movimento da Starbucks busca revitalizar a experiência do cliente em seus quase 34.000 lojas físicas espalhadas pelo mundo. Na prática, a empresa está fazendo do seu aplicativo Starbucks Rewards uma porta de entrada para o seu programa Starbucks Odyssey. Os clientes poderão usar suas credenciais de login do aplicativo Rewards para acessar a nova plataforma Odyssey e comprar tokens não fungíveis da Starbucks (NFTs) de edição limitada que lhes renderão pontos, que por sua vez fornecerão acesso a vários eventos, experiências digitais imersivas e mercadorias. E poderão fazer isso sem precisar de criptomoedas usando o cartão de crédito.





A icônica cadeia de café diz que as recompensas variam de receber uma aula virtual de preparação de martini expresso até o acesso a mercadorias exclusivas a convites para eventos exclusivos na Starbucks Reserve Roasteries e possivelmente viagens à fazenda de café Starbucks Hacienda Alsacia na Costa Rica.


Os membros podem ganhar NFTs jogando jogos interativos com tema de café ou enfrentando desafios divertidos no Starbucks Odyssey, que será lançado ainda este ano. Os usuários também podem comprar os NFTs no mercado interno sem a necessidade de conectar suas carteiras ou usar qualquer criptografia.


Onde é que a arte digital entra nisso tudo? Todos os selos apresentarão obras de arte icônicas da Starbucks cocriadas com parceiros da Starbucks e artistas externos. Uma parte dos lucros da venda de selos de edição limitada será doada para apoiar as causas dos criadores. Os próprios NFTs são cunhados em uma blockchain de prova de participação criada pela Polygon. Em relação ao desenvolvimento, Brady Brewer, vice-presidente e diretor de marketing da Starbucks, disse:


“Estamos entrando no espaço da Web3 de forma diferente de qualquer outra marca, ao mesmo tempo em que aprofundamos a conexão de nossos membros com a Starbucks. Nossa visão é criar um lugar onde nossa comunidade digital possa se reunir para tomar um café, participar de experiências imersivas e celebrar a herança e o futuro da Starbucks.”






Web3 faz parte do plano da Starbucks para impulsionar seus negócios


O programa Odyssey faz parte de um plano de "reinvenção" anunciado pelo ex-CEO Howard Schultz em julho. A eficácia do projeto NFT será o primeiro teste do CEO laxman Narasimhan quando ele assumir em outubro.


Este é um dos primeiros dos muitos programas de fidelidade baseados em NFT que veremos daqui para frente...


Resta saber se os usuários clientes da Starbucks vão abraçar a novidade e será de fácil uso. O Starbucks Odyssey permitirá que os usuários comprem NFTs com seus cartões de crédito, em vez de passar pelo processo às vezes oneroso — especialmente para novatos em blockchain — de configurar uma carteira cripto.


A lista de espera para se juntar ao Starbucks Odyssey abriu esta semana. Mas o processo que permitirá aos clientes "possuir" os NFTs sem assegurá-los em uma carteira cripto ainda não foi detalhado. Sabe-se que a parceira blockchain será a Polygon e a integração será toda feita pela plataforma Nifty Gateway.


Com informações da Quartz, ADVFN e Retail Wire.


Quer fazer parte da nova fase de valor da fotografia? Então participe da comunidade NFT para Fotógrafos(as)


Em tempo: dia 22 de setembro terei workshop presencial do NFT para Fotógrafos(as) no PEF 2022 - https://www.enfbyleosaldanha.com/post/workshop-presencial-nft-para-fot%C3%B3grafos-as-no-paraty-em-foco