top of page

Quando o uso da IA dá bem errado (na divulgação)

Caso ocorreu na Austrália com Orquestra Sinfônica de Queensland


Não dá para negar a conveniência da IA na criação de conteúdos, mas as vezes as coisas não saem como o esperado. O que começou como uma tentativa de uma orquestra de atrair o público para uma noite de música clássica se transformou em mais um debate acalorado sobre a arte gerada por IA.


A polêmica ocorreu após uma publicação no Facebook da Orquestra Sinfônica de Queensland, na Austrália, que apresenta uma imagem de um casal sentado em uma sala de concertos com fileiras de violinistas atrás deles. "Quer fazer algo diferente neste sábado? Venha ver uma orquestra tocar. Achamos que você vai adorar", escreveu o QSO ao lado da manchete "Experimente a orquestra".


Não demorou para uma pessoa comentar no Facebook: "Experimente contratar um maldito fotógrafo". De fato, o resultado não é dos melhores na arte gerada com IA.


Mas não foi só a qualidade da imagem que irritou as pessoas.


"Esta é uma das piores obras de arte geradas por IA que já vimos, mas pior ainda é que vem de uma organização artística como a Orquestra Sinfônica de Queensland, que deveria estar pagando artistas, não usando IA", disse a Media Entertainment and Arts Alliance em uma resposta de 4 de março no Facebook à imagem. "É inapropriado, pouco profissional e desrespeitoso com o público e os músicos do QSO."


A MEAA se descreve como a maior e mais estabelecida defensora sindical e da indústria para os profissionais criativos da Austrália. O QSO, por sua vez, defendeu a foto. "A Orquestra Sinfônica de Queensland é uma organização artística dinâmica com uma rica história de 77 anos e um foco estratégico no futuro", disse em um comunicado. "Incentivamos a exploração, a inovação, a experimentação e a adoção de novas tecnologias em todas as facetas do negócio."


A imagem postada pela Orquestra Sinfônica de Queensland gerou respostas mistas , com alguns no Facebook expressando indignação e outros simplesmente que curtiram. Alguns defenderam a IA como uma tecnologia que deveria ser adotada.


"Não faz sentido algum se opor a que as pessoas usem IA generativa e chamá-la de alguma forma 'desrespeitosa' ou 'não profissional'", escreveu um em resposta às críticas da MEAA. "Com base em quê? A questão aqui é a qualidade, não a ferramenta. Não temam o futuro".


A imagem supostamente vem da empresa de imagens Shutterstock, que em outubro de 2022 anunciou que começaria a vender imagens pelo gerador de imagens Dall-E da OpenAI, em uma expansão do relacionamento existente entre as duas empresas.

Em tempo: Há relatos de que os próprios membros da orquestra se opuseram à imagem.


Faça parte do Fotograf.IA. Mais do que um ebook com grupo Vip, uma comunidade voltada para a revolução e o avanço da IA na fotografia. São mais de 20 horas de conteúdo em vídeo, ebook com 320 páginas (oitava versão) e dois grupos com 160 membros para acompanhar e interagir com IA na fotografia. Participe clicando aqui >>> Fotograf.IA


Quer se conectar com inovação na fotografia? Participe do grupo NFoTo >>> NFoTo: fotograf.IA, NFT e inovação


Precisando de ajuda com seu marketing na fotografia? Conheça o Novo Plano de Marketing 2024 >>> Plano de Marketing 2024 | NFoTo (enfbyleosaldanha.com)

0 comentário

Commentaires


bottom of page