top of page

Quanto vale seu trabalho?

Uma reflexão sobre o que você cobra e a percepção de valor




Hoje eu quero te fazer uma pergunta: você sabe quanto vale a sua arte?


Não estou falando do valor sentimental ou emocional que você atribui ao seu trabalho. Estou falando do valor monetário, do preço que você cobra pelos seus produtos ou serviços artísticos. Você sabe como definir esse preço de forma justa e lucrativa? Você sabe como comunicar esse preço para o seu público-alvo? Você sabe como negociar esse preço com os seus clientes?


Se você respondeu não a alguma dessas perguntas, não se preocupe. Você não está sozinho. Muitos artistas enfrentam esse dilema na hora de precificar suas obras. Eles têm medo de cobrar muito e afastar os compradores, ou de cobrar pouco e desvalorizar seu trabalho. Eles não sabem como calcular seus custos, seu lucro e seu diferencial. Eles não sabem como fazer marketing da sua arte, como criar uma marca, uma reputação e uma audiência. Eles não sabem como se posicionar no mercado, como se destacar da concorrência e como criar valor para os seus consumidores.


Mas isso pode mudar. Você pode aprender a precificar sua arte de forma inteligente e estratégica. Você pode aprender a fazer marketing da sua arte de forma criativa e eficaz. Você pode aprender a vender sua arte de forma confiante e persuasiva. Você só precisa de duas coisas: conhecimento e ação.





Conhecimento é o que você adquire quando estuda, pesquisa e se informa sobre o seu mercado, o seu público e o seu produto. Conhecimento é o que você usa para definir o seu preço baseado em dados, não em achismos. Conhecimento é o que você usa para comunicar o seu preço mostrando os benefícios, não as características, da sua arte. Conhecimento é o que você usa para negociar o seu preço mostrando o valor, não o custo, da sua arte.


Ação é o que você faz quando coloca em prática o que aprendeu, testa, mede e ajusta. Ação é o que você faz quando cria uma oferta irresistível para o seu público-alvo, que resolve um problema ou atende a um desejo dele. Ação é o que você faz quando divulga a sua oferta usando os canais certos, no momento certo e com a mensagem certa. Ação é o que você faz quando fecha a venda com um cliente satisfeito, que recomenda o seu trabalho para outros potenciais clientes.


Se você combinar conhecimento e ação, você vai conseguir precificar sua arte de forma justa e lucrativa, fazer marketing da sua arte de forma criativa e eficaz, e vender sua arte de forma confiante e persuasiva. Você vai conseguir transformar a sua paixão em profissão, sem perder a essência do seu trabalho. Você vai conseguir viver da sua arte, sem depender da sorte. Você vai conseguir ser um artista bem-sucedido, sem deixar de ser um artista autêntico.


Logo, nas questões de marketing que envolvem justamente preço não existe outro caminho. Você precisa começar. Se quiser entender melhor isso leia aqui >>> Começar, manter e ajustar! As 3 palavras que regem o marketing na fotografia (enfbyleosaldanha.com)


Ou você pode não fazer nada e no fim, pode te levar para uma alternativa desesperada...baixar o preço.


SE quiser ajuda com seu marketing conte com o Plano de MKT 2023.


0 comentário

Comments


bottom of page