top of page

Pós-fotografia com inteligência artificial também chegou ao Museu do Louvre

Atualizado: 10 de mar. de 2023

A celebrada artista da nova geração da arte digital blockchain vai estrear sua obra no famoso e respeitado museu


Foto: Claire Silver. Artes também da artista


A artista digital Claire Silver (sua identidade é desconhecida) é pioneira no uso da inteligência artificial para criar seus trabalhos e vender as obras como NFTs. Agora ela chegou em um dos locais mais respeitados do mundo da arte com suas criações.





Importante destacar que a arte criada pela Claire é uma colaboração entre a artista e a IA. Segundo o site NFT Evenning, Claire aproveita inúmeros benefícios no desenvolvimento de suas coleções e na criação de arte. Isso não apenas oferece oportunidades para que não-artistas produzam sua própria arte, mas também permite que os artistas incorporem designs e padrões exclusivos em seu trabalho ou melhorem a qualidade da imagem por meio da manipulação de imagens. Ao longo do processo criativo, a IA pode atuar como uma musa, inspirando-se para artistas e servindo como co-criadora. Desta forma, os artistas são capacitados para levar suas habilidades criativas a novas alturas com a ajuda de tecnologia de ponta.





A pioneira da arte da IA, Claire Silver, abre caminho no Louvre


Para os artistas e a comunidade web3 e da arte blockchain esse é um feito e tanto. Já que não é todo dia que o trabalho de um artista é exibido no Louvre, um dos museus mais emblemáticos do mundo. Claire Silver, uma pioneira da arte da IA e faz um trabalho inovador. Sua técnica de pós-fotografia de ponta, que usa inteligência artificial para manipular imagens digitais, capturou a atenção do mundo da arte e até fora dele.





O fato é que as criações da artista mostram que é possível misturar o físico e o digital. E isso chamou a atenção do mundo da arte tradicional. A apresentação das obras dela no Louvre é uma cortesia da Superchief Gallery NFT. Segundo a NFT Evenning, a Superchief Gallery NFT está fazendo história ao apresentar obras de arte de IA. E Claire Silver está na vanguarda deste movimento inovador. Aliás, a Superchief Gallery faz um trabalho inovador até com os produtos "figitais". Caso do exemplo abaixo...as obras físicas com artes digitais sendo mostradas em porta-retratos digitais dinâmicos.


Atualização: diversos portais indicam que os NFTs já tinham estreado no museu em outra ocasião com outro artista. Aliás, um evento blockchain deve ocorrer em breve em uma área nova do Louvre. Críticos dizem que por se tratar de uma ala nova, não é necessariamente parte da mostra oficial. Outro ponto: não ficou claro se a obra da artista estará lá oficialmente já que uma fonte que trabalha disse que não estava confirmado. Seja como for, alguns dos principais museus do mundo como o MoMa de NY e San Francisco tem colocado obras NFT e com IA em exposição. E mesmo em Paris, o Centre Pompidou adquiriu NFTs de forma definitiva em seu acervo. Trata-se de um dos mais importantes museus da Europa e do mundo.



Antecipe-se a grande transformação da fotografia com a nova fase blockchain. Faça parte do NFoTo e comece a avançar nessa nova fronteira do mercado - Quero ser Membro NFoTo


Assine a newsletter grátis Spotlink e receba as notícias desse site no seu email - Quero ficar por dentro com Spotlink - Newsletter








0 comentário

Comentarios


bottom of page