top of page

O que estou lendo: os estúdios selfie seguem populares no mercado internacional

Se tem um mercado que segue aquecido é esse dos cenários divertidos para autorretratos


Patrocínio: Alboom + Fotto


Você sabia que o mercado dos estúdios selfie é um dos que mais cresce em diversos países. Especialmente na Ásia e nos Estados Unidos (e também em algumas partes da Europa). A razão para tanta popularidade é simples: selfies continuam fortes e é algo que mexe com a vaidade.



Aliás, faz sucesso porque é uma experiência completa, são baratos, permitem usar o smartphone e para muitos o fato de não ter um fotógrafo também é um diferencial (nem todo mundo gosta de posar para fotógrafos).



Os estilos destes estúdios são os mais variados possíveis. Tem desde aqueles com inúmeros cenários até os mais temáticos. Existem os pequenos e os gigantescos. Aqui no Brasil também vemos muitos deles (embora algumas vezes se apresentem com outras propostas que não deixam claro se tratarem de estúdios).


As matérias abaixo indicam lançamentos recentes de estúdios selfie lá fora. Assim você tem uma ideia melhor do que estou falando:





Importante: já os estúdios tradicionais como conhecemos (para fotos de família, por exemplo) parecem precisar de um novo sopro de renovação. Minha percepção é que muitos modelos de negócios de retratos aqui e lá fora ficaram presos em um conceito que funcionava nos anos 2010. O que quero dizer: sempre dá para inovar, pensar em uma experiência distinta e reerguer o negócio de retratos para esses tempos que estamos vivendo.


Marketing da experiência - Dentro do composto do marketing, ponto sempre foi algo crucial. Ter um local físico é um diferencial e tanto. Só que não basta só ter o estúdio. Pensar em serviços e ações inusitadas para a clientela é questão de sobrevivência e como no caso dos estúdios selfie...questão para se destacar e até ir parar na mídia.


Falando nisso, veja o case deste estúdio selfie asiático.


Palfie Pix (Cingapura) é o primeiro selfie estúdio com uma proposta distinta: com foco em sessões virtuais. Na prática, isso representa uma sessão com fundo verde para depois escolher o que o cliente quer...são 60 mil cenas para inserir no fundo virtual. Só não dá para usar roupa azul ou verde.





A propósito, se quiser ajuda com seu marketing na fotografia participe desta atividade >>> Desmistificando o Marketing na Fotografia: Aulão Interativo ao vivo na Próxima Terça com Ebook Exclusivo (enfbyleosaldanha.com)


Se quiser ler e aprender sobre marketing na fotografia em 2024 >>> ebook MKT para fotógrafos(as) | NFoTo (enfbyleosaldanha.com)


Se quiser um plano para acertar seu rumo >>> Plano de Marketing 2024 | NFoTo (enfbyleosaldanha.com)



0 comentário

Comments


bottom of page