top of page

Damien Hirst faturou alto com novo projeto "figital" misturando I.A+NFTs+Arte




O artista britânico Damien Hirst lançou um novo projeto chamado "The Beautiful Paintings", que é um spin-off de sua série de pinturas "Spin Paintings" de 1992, na qual o artista jogava manchas de tinta coloridas em um toca-discos giratório para criar obras vibrantes e únicas.




O novo projeto usou inteligência artificial para gerar pinturas aleatórias e exclusivas. Em apenas nove dias, mais de 5.000 pinturas foram vendidas por mais de US$ 20 milhões.





A recriação com ajuda dos colecionadores ocorreu digitalmente com a ajuda de um 'Gerador de Rotação' para determinar o título, os nomes das cores e o visual final de cada trabalho exclusivo. Os compradores podiam escolher a combinação de tons, estilo, forma e até mesmo o tamanho da pintura.




Os círculos provaram ser mais populares do que os quadrados, com as obras de arte esféricas sendo quase três vezes mais populares do que sua contraparte. E, apesar de a iniciativa ser um experimento em grande parte digital, as pinturas físicas ainda compunham a maior parte das compras. Menos de 10% optaram por NFTs.


Durante a venda de nove dias, que terminou em 10 de abril, o artista vendeu 5.508 pinturas no total - das quais 5.109 eram físicas e 399 eram tokens não fungíveis (NFTs) - gerando US $ 20,9 milhões em vendas.


Antecipe-se a grande transformação da fotografia com a nova fase blockchain. Faça parte do NFoTo e comece a avançar nessa nova fronteira do mercado - Quero ser Membro NFoTo


Precisando acertar o seu marketing ou se reposicionar? Conheça o Plano de Marketing 2023? Eu Quero Meu Plano de Marketing


Assine a newsletter grátis Spotlink e receba as notícias desse site no seu email - Quero ficar por dentro com Spotlink - Newsletter








0 comentário

Comentários


bottom of page