A parte mais desafiadora do marketing




Tanto para quem começa como para quem já tem uma marca estabelecida. A indicação é a melhor parte de um marketing eficaz, mas conseguir isso é trabalho pesado e o primeiro passo é bem óbvio e ao mesmo tempo ignorado...


Fotógrafos e fotógrafas profissionais que se destacam no mercado costumam ter algo em comum: 80% do marketing é feito pelos próprios clientes. Ou seja, a boa e velha indicação.


Boca a boca é forte porque é uma pessoa que está feliz com o serviço e indicando para um colega, parente ou amigo. E não tem nada mais poderoso.


Inclusive, isso hoje ocorre tanto presencialmente, como também nas redes sociais e apps de mensagem.


Por que isso é um desafio para muitos? Primeiro, por envolver ter um serviço ou produto encantador que agrada tanto que a pessoa confia, gosta, retorna e ainda indica. E para tanto você tem que ter consistência, precisa também de tempo e de persistência.


Logo, para quem começa na fotografia isso não é coisa fácil. Afinal, se estou começando...como vou ser indicado se ainda nem tenho uma carreira e clientes frequentes?


Na prática, vemos fotógrafos iniciantes trabalhando de graça ou cobrando pouco para começar. E não tem muito como ser diferente. Então, como ter indicação se estou começando? Quanto a isso, não tem muito segredo. Você tem que trabalhar e crescer aos poucos e evoluir todo o processo para atrair e manter clientes.





A questão do grátis conta sim. Netflix, Uber, 99, Amazon Prime e tantas outras plataformas supermodernas dão cortesias para que as pessoas conheçam o serviço. Conheça e se gostar você retorna pagando. Aliás, algumas destas mesmas empresas também dão vantagens para quem também indica o serviço para amigos e parentes.


Indicação não é só boca a boca por um cliente estar feliz com um serviço ou produto. Pode ser provocado pelas marcas e negócios justamente como indiquei acima. Ao fotógrafo ou fotógrafa que começa e quer ser indicado a questão que fica é: Como gerar indicação de forma um pouco mais ativa? Quais vantagens para quem for te conhecer?


A parte mais dura e desafiadora do marketing é começar. Lembrar que tudo o que fazemos tem uma conexão de equilíbrio. O que quer dizer o seguinte: tudo está interligado e vai ter reflexo na parte do marketing da indicação.


Daí a importância de ser intencional entendendo que uma foto é marketing, atendimento é marketing e o prazo da entrega do produto (álbum ou das fotos) é marketing. E que cada uma destas etapas terá um julgamento primordial no quociente de indicação. Quanto mais equilibrada as partes de tudo o que você faz, maior a chance de indicação.





A gente poderia dizer ainda que a indicação hoje ocorre até pelo algoritmo. Ou seja, que se você gerar bons conteúdos, tiver presença consistente online e tudo mais...você também aparecerá com mais frequência no Google, Instagram e afins.


No fim, o importante é começar e manter o fluxo para gerar mais chances de ser recomendado. O desafio é que não temos garantias de que teremos de fato alguma indicação. É tudo na base de fazer, testar, ajustar e seguir em frente. Mas certamente é melhor começar do que não fazer nada.


Se precisar de ajuda conte com o Plano de Marketing da Fotografia. Saiba mais aqui: Seu Plano de Marketing 2023

0 comentário