O que não fazer com uma cliente em uma sessão fotográfica





Caso ocorreu na Cingapura e repercutiu nas redes sociais e na internet. Fotógrafa abusou verbalmente fazendo a mulher chorar e ainda fez questão de postar a cena dela aos prantos

imagine a situação, você contrata uma fotógrafa para fazer seu ensaio fotográfico. Paga U$ 900 dólares e o resultado vira verdadeiro pesadelo.

A cliente (An Shi) alegou:

  • A fotógrafa cortou e danificou o cabelo dela na sessão

  • Abusou verbalmente dela a ponto de fazê-la chorar

  • Criou fotos que ela não queria

  • Usou o momento de fragilidade chorando como parte do trabalho

  • E ainda postou a foto dela chorando nas redes sociais...

An Shi contratou o estúdio Pingzi tanto para retratos no estúdio quanto em externa. O estúdio é especializado em casamentos, famílias e crianças. Na página dela nas redes sociais ela se exime de responsabilidade no destaque do Instagram onde diz: "todas minhas sessões são altamente personalizadas e o preço é mais alto". Ela indica ainda que tem controle total das roupas e o que vai melhor para os retratos. Ela diz que seu estilo é mais natural e de ajudar a mostrar as emoções das pessoas nas fotos. E que não é chegada em apetrechos e coisas mais preparadas. Ela ainda diz que pode cortar o cabelo e cuidar do estilo da pessoa caso ache necessário, mas que está sempre aberta para discutir isso.





O que Shi enviou como referência e queria no seu ensaio...

Para o site Stomp, a cliente disse: "Eu estava atraída pelo portfólio da fotógrafa, que retratava boas vibrações para um estilo japonês, e as reformas que ela tinha feito para seus clientes.


"Ela também tinha artigos que retratam que seu estilo de tirar fotos é relaxado e como ela guiaria pacientemente os clientes para um bom estado para tirar fotos.

"Essa foi a minha principal razão para escolher seu serviço, pois eu estava procurando um profissional que pudesse me guiar pacientemente durante a sessão, mesmo que ela estivesse cobrando US$ 899 (desde então ela aumentou suas taxas para US$ 1.189 por sessão interna + ao ar livre).


"Ela então cobrou um depósito de US$ 100 e organizou minha sessão para janeiro deste ano. Em dezembro, ela pediu o estilo que eu queria e me pediu para mandar alguns exemplos. Mandei muitas fotos de amostras. Ela me disse que entendeu e concordou com meu pedido por um estilo mais suave e silencioso. Ela pediu o valor restante de US$ 799 antes do dia da sessão fotográfica."


Infelizmente, a sessão fotográfica em 15 de janeiro acabou sendo uma experiência intimidadora e traumatizante, disse An Shi.


Ela contou: "A sessão começou das 6h+ onde o fotógrafo fez minha maquiagem e styling, depois das 9h às 11h para a sessão fotográfica ao ar livre, e das 15h30 às 16h30 para a sessão fotográfica interna.


"Naquele dia, eu era constantemente abusada verbalmente por ela durante toda a sessão. Sempre que eu não conseguia alcançar a pose que ela exigia, ela gritava comigo em público, mesmo na frente de outros pedestres. Eu também fui instruída a continuar sorrindo e seria repreendida por ela quando eu não fizesse isso. Eu disse a ela algumas vezes que eu não estava confortável com isso, mas ela continuou. Houve uma vez quando eu inclinei minha cabeça, ela repreendeu e gritou: 'Eu odeio pessoas que inclinam a cabeça, você não se atreve a fazê-lo novamente!'


"Eu estava realmente assustada com suas palavras. No entanto, tudo o que eu podia fazer era obedecer durante a sessão fotográfica como ela era intimidante e eu estava com medo.

"Durante as filmagens internas, me pediram para fazer poses quando eu não estava pronta. Pedi sugestões de pose e, de repente, ela gritou: "Não me pergunte o que posar! Faça você mesmo! Eu estava muito assustada e comecei a chorar. Ela então continuou tirando fotos de mim chorando e me pediu para chorar mais. Depois que parei de chorar, pedi para tirar fotos nas cenas que eu queria. No entanto, fui rejeitada por ela e ela disse: "Se eu tirar as fotos que você quer, como faturar de você da próxima vez? Ela entregou minha sessão fotográfica com os retratos chorando, mesmo que não fosse o que eu tinha pedido."








Os resultados finais da sessão fotográfica ao ar livre também foram insatisfatórios.


Shi compartilhou fotos que a mostram em várias poses estranhas.


Ela pode ser vista sorrindo na frente de cilindros de gás enferrujados, inclinando-se sobre um carro com um saco plástico, e de pé rigidalmente em uma estrada cheia de folhas ao lado de um prédio sujo.





Shi também alegou que a fotógrafa "arruinou" sua franja.


Ela acrescentou: "O pacote de fotografia incluía maquiagem e estilo. Antes da filmagem, a fotógrafa me enviou uma foto do penteado que ela enrolaria para mim.

"No entanto, ela não enrolou meu cabelo como prometido pela razão: 'Eu não quero já.' Ela também cortou e danificou minha franja.





O que a cliente pediu e o que a fotógrafa fez...


Ela não só encontrou outros clientes que compartilharam experiências semelhantes, como também descobriu que a fotógrafa havia postado sua foto chorando na internet.

A fotógrafa admitiu ter repreendido An Shi e feito ela chorar, mas também explicou que esse era seu trabalho.


Em seu post, ela escreveu que o cliente não teve emoções durante a sessão fotográfica, mas exibia as expressões "mais naturais" e linguagem corporal após ser repreendido.

Ela também disse que "pode ir a qualquer comprimento para ter boas fotos" e que "repreender é apenas um dos meus meios".





"Depois que postei meu problema recebi muitos comentários de outros clientes dizendo que eles também receberam o mesmo tratamento dela", disse An Shi.


Shi também compartilhou fotos que seus amigos haviam tirado dela no exterior, que ela achava muito melhor, embora nenhuma delas fosse fotógrafa profissional.






O Stomper disse: "Todas as fotos eram diferentes do estilo que eu a contratou e nenhuma das fotos são utilizáveis. Nem pedi fotos minhas chorando. Também fui abusada verbalmente o tempo todo.


"Espero que mais pessoas em Cingapura estejam cientes disso para que possam evitar a má experiência que tive."


Precisando de ajuda com seu Plano de Marketing? Conheça o Plano de Marketing 2022

Veja também >>> Programa de Inovação e Criação Foto+Produto





O destaque do estúdio deixando claro a forma como trabalha....


0 comentário