O que fazer com os copiadores?

Existem várias maneiras de encarar os concorrentes que são meros imitadores. Talvez a melhor delas seja manter um olho neles, mas com mais preocupação em você mesmo





Se você faz algo e alguém copia é um elogio ou preguiça? Ou seriam os dois? Se você dita o ritmo das novidades e é copiado isso faz de você uma referência ou é porque o concorrente não tem ideia do que fazer?


O jargão diz que você deve olhar para a concorrência sempre e mais recentemente que nós concorremos com tudo. A verdade é que concorrente direto é algo relativo. Uma família pode escolher contratar uma viagem ou até um jantar no lugar de algum serviço fotográfico. Concorremos contra o tempo e distrações. Concorremos com plataformas e tecnologias. As duas últimas grandes revoluções digitais foram os smartphones e as redes sociais. São ao mesmo tempo ferramentas e desafios para nós que vivemos da fotografia.


Quem é seu concorrente direto de fato? Essa é uma pergunta bem difícil de responder. E qual a alternativa? Ser o primeiro em algo não garante nada...a Apple não foi a primeira a lançar smartphones, mas manteve sua causa e personalidade de marca até hoje. Tem um "porquê" bem definido. Daí voltamos para a questão central. Na era do jogo infinito da fotografia (muitos jogadores desconhecidos, regras que mudam o tempo todo e sem um vencedor no final) a grande briga é com a gente mesmo. Ou seja, a melhor estratégia é ter uma causa bem definida e que você acredita de fato. Sem esquecer de olhar para concorrentes diretos, indiretos e substitutos (uma ida ao cinema poderia ser um concorrente). O consolo para quem é copiado vai além de saber que é referência, pois no fim também é quem dita o mercado. Mas nas questões do marketing ao menos você tem que gritar para todo mundo ouvir que você é a referência naquilo...ou deixar que os outros façam isso por você.


Qual a última alternativa? Não fazer nada do que eu disse acima e inovar sempre. Criar novidades e ser como é o Instagram que lança uma novidade por semana (embora o Insta seja um grande copiador desde que foi comprado pelo Face). Essa estratégia de lançar novidades e serviços e isso e aquilo é estressante e faz parte do jogo...seja como for...o estresse é a única certeza nestas questões de lidar com copiadores e afins.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo