top of page

O fotógrafo do Rei Charles III - (atualizado)

Atualizado: 8 de mai. de 2023

Matéria de hoje no NYT mostra os desafios consideráveis do fotógrafo da coroação



Fotos: Hugo Burnand


Nas minhas leituras de hoje mais um conteúdo sobre fotografia no NYT. Dessa vez discorrendo sobre Hugo Burnand, fotógrafo oficial da coroação. Não sei você, mas assisti a um pedaço da cerimônia e fiquei impressionado com todo protocolo e tradição. Logo, fiquei imaginando como foi a cobertura fotográfica de fotojornalistas do mundo todo. Agora imagine a tensão do fotógrafo oficial do evento? Pois é.


A matéria do NYT diz que Hugo teve só alguns momentos para retratar o Rei Charles III. Aliás, trata-se de algo que já ouvi, li e vi antes com outros fotógrafos e fotógrafas nesta posição. Eles tem uma responsabilidade gigantesca e tem que resolver a coisa logo. Coisa de profissional. Hugo tem 59 anos e disse em entrevista que estava tentando tratar esse trabalho como qualquer outro (atenção na frase deve estar na palavra "tentando").






O desafio de Hugo foi grande porque ele ao mesmo tempo teria que criar um retrato imponente, mas sem deixar de apelar aos mais jovens (que são justamente mais resistentes a família real). A matéria indica que esse desafio não é simples, porque no tempo da rainha esse desafio e conflito entre gerações não era tão evidente. E o fotógrafo agora nem tem um modelo para se inspirar. No passado, bem antes da fotografia, os retratos eram pintados e encomendados pela família real. Mas foi no começo do século XX que a fotografia começou a fazer parte do processo com a coroação do Rei Eduardo VII. A intenção de usar o poder de um belo e imponente retrato é clara: atingir e impactar mentes e corações britânicos e de preferência ainda encantar o mundo todo. No passado isso ocorria com a capa de jornais e revistas, agora é instantâneo e em tempo real. Destaco abaixo trecho da matéria da minha leitura de sábado que me chamou a atenção:


"A tarefa não é para os fracos. Cecil Beaton, fotógrafo oficial da coroação da mãe de Charles, a rainha Elizabeth II, em 1953, escreveu em seus diários que teve tantos nervos na noite anterior que bebeu muito no jantar e acordou de ressaca.



Foto: Cecil Beaton - ressaca no dia do retrato da rainha


Quando foi fotografar a rainha, sentiu que a iluminação estava errada, mas não teve tempo de mudar nada. "Eu estava batendo e recebendo fotos em um ótimo ritmo", escreveu. "Eu tinha apenas a mais nebulosa noção se estava tomando preto e branco, ou cor, ou dando as exposições certas."


No caso de Hugo a escolha por ele foi pela relação já existente. E porque ele criou belos retratos do rei e da realeza que parecem ter agradado. Como essa imagem abaixo




Em 2004 ele já tinha fotografado o casamento de Charles com Camilla. E tal feito impulsionou a carreira do fotógrafo (obviamente). Anos depois ele clicou o retrato do agora rei Charles III para o aniversário de 60 anos. E ainda fotografou o casamento do príncipe William e Catherine.







Por fim, a matéria diz que Hugo odeia ser fotografado por outros, mas que por conta disso, tem essa preocupação de deixar os outros bem à vontade. Confesso que me identifiquei com essa parte. Não me sinto muito tranquilo na hora de ser clicado, acho desconfortável. Sei que muitos colegas se sentem da mesma forma. Aliás, alguns até contratam fotógrafos justamente para entenderem o outro lado do cliente ou para aprender com o estilo de quem admiram. O fato é Hugo estudou muito para fotografar hoje. Ele disse ter pesquisado em profundidade coroações passadas em estilos fotográficos e nos arquivos disponíveis. Hugo ainda tentou se precaver com relação a equipamentos (imagine dar pau) e se o que ele usa de alguma forma tem impacto no meio ambiente (se fosse um fotógrafo de filme fotográfico por exemplo, talvez isso seria um problema para o rei que é um protetor do meio ambiente). Preparação, estudo e disposição (e também sorte) contam muito nesse trabalho. Só fiquei curioso para ver a foto oficial do rei. Porque parece que ainda não foi publicada.


Atualização: saíram as fotos oficiais do rei e da rainha. Nem todo mundo curtiu...





Faça parte da nova fase de valor da fotografia >>> NFoTo: fotografia blockchain e inovação


Precisando de ajuda com o marketing? >>> Plano de Marketing 2023

0 comentário

Comments


bottom of page