top of page

NASA vende sem querer direitos históricos de foto espacial como NFT e atrai investidores

Agência espacial confirma que vendeu por engano os direitos da primeira foto do espaço como um ativo digital e gera interesse de investidores em NFTs




Com o avanço tecnológico acelerado, vivemos na era da ‘digitalização da vida’, onde a integração entre o digital e o físico é cada vez mais comum. Um dos fenômenos que impulsionam essa revolução é o chamado NFT ou Token Não Fungível, um ativo digital que comprova a propriedade de um item ou conteúdo único.


Os NFTs têm causado um impacto global sem precedentes e já batido recordes, como o da colagem digital ‘Everydays: The First 5000 Days’, do artista Beeple, que foi vendida por incríveis 69 milhões de dólares na Christie’s. Com cifras tão altas, especialistas e instituições financeiras de todo o mundo estão atentos.





No entanto, o mercado emergente de NFTs também tem gerado polêmicas, especialmente em relação à venda de itens considerados patrimônios históricos. Desde que a Estação Espacial Internacional postou a primeira foto do espaço em 1961, os objetos relacionados ao espaço sempre foram um tesouro para colecionadores e investidores.


Em um acontecimento que despertou o interesse mundial, a NASA descobriu recentemente que vendeu sem saber os direitos digitais originais dessa primeira foto espacial como um NFT. A venda ocorreu por meio do Auction House, uma plataforma online conhecida por seus leilões de alto nível.


Essa descoberta veio à tona quando um comprador anônimo revelou sua aquisição nas redes sociais, o que levou a uma série de investigações da NASA. A agência pública, responsável pelo programa espacial civil e pela pesquisa em aeronáutica e aeroespacial do país, confirmou que os direitos foram vendidos, mas por engano.





A NASA classifica esse evento como um erro e afirma que não tinha intenção de vender essa peça reverenciada da história. Um representante da agência declarou: “Nós vendemos sem querer os direitos originais das primeiras fotos espaciais, mas continuamos comprometidos em conservar e proteger nossos artefatos históricos para as gerações futuras”.


Enquanto a NASA discute possíveis formas de recuperar os direitos originais, o incidente já provocou um aumento no interesse das pessoas em investir em NFTs. Isso só comprova o velho ditado de ‘falem bem ou falem mal, mas falem de mim’. Se as consequências desse erro vão trazer mudanças nas normas do comércio de NFTs, só o tempo dirá.


Em tempo: astronautas já criaram e venderam NFTs com imagens e artes temáticas baseadas em missões da agência. A ex-primeira dama Melania Trump criou um NFT com uma imagem sem autorização também da NASA e gerou polêmica e possíveis problemas.


Faça parte da nova fase de valor da fotografia >>> NFoTo: fotograf.IA, NFT e inovação | NFoTo (enfbyleosaldanha.com)

0 comentário
bottom of page