top of page

Marca francesa de lingerie lança campanha com modelos I.A.




A nova campanha da marca de lingerie Undiz mostra as peças da grife francesacom modelos I.A. Trata-se de mais um movimento de uma marca testando as possibilidades com essa tecnologia. Neste caso, a criação ficou por conta da agência de branding de luxo Cowboys.

Esta campanha publicitária é uma estreia na França, segundo a DIY Photography. De acordo com a lei francesa, as empresas de lá devem declarar se as imagens foram manipuladas, o que faz com que este caso se destaque dos demais. Logo, chamam a atenção da mídia internacional.




Para aderir às regulamentações locais de publicidade, a nova obra de arte, que surgiu em todos os pontos de ônibus e outdoors parisienses vem com o texto: "Imagem gerada por IA".


Contudo, no Instagram não existe a indicação disto. Duas publicações não tinham o aviso "made by AI", embora a empresa credite a I.A. na legenda.





As reações foram variadas. De um lado pessoas que curtiram a novidade e o resultado. Do outro pessoas que odiaram, dizendo ser artificial e que vai afetar o trabalho de fotógrafos e da própria indústria envolvida neste mercado.


Undiz se defeneu dizendo que fotografar debaixo d´água é complicado, e as cores na roupa e no pano de fundo muitas vezes ficam menos vibrantes do que o desejado. "É uma maneira de testar uma nova ferramenta criativa além da fotografia, 3D ou motion design", explica Undiz. "O resto da nossa campanha foi feita com amor por humanos!", acrescentou a marca.

Isso não quer dizer que esta sessão de fotos sintética foi fácil. A Undiz explicou que foi um "grande desafio" sobretudo na incorporação de seus próprios maiôs aos modelos virtuais, já que "as IAs ainda não suportam a integração de roupas existentes ou a criação de visuais em biquínis".





Faça parte da nova fase de valor da fotografia >>> NFoTo: fotografia blockchain e inovação


Precisando de ajuda com o marketing? >>> Plano de Marketing 2023

0 comentário
bottom of page