top of page

Cientistas desenvolveram ferramenta para ajudar artistas a protegerem seu trabalho de plágios de IA

Cientistas desenvolveram uma nova ferramenta para ajudar artistas a protegerem seu trabalho de bancos de dados de inteligência artificial.





A tecnologia, desenvolvida pela Universidade de Chicago, permite que os criadores adicionem uma camada de proteção aos seus trabalhos de arte digital, tornando-os mais difíceis de serem copiados ou reproduzidos por meio de IA.


Para proteger as peças dos criadores de serem alimentadas em bancos de dados de IA que podem imitar seus estilos de arte únicos, pesquisadores da Universidade de Chicago criaram uma nova ferramenta – apelidada de "Glaze" – que introduz mudanças sutis nas características das obras para "camuflá-las".


De acordo com os cientistas, a ideia veio primeiro de um algoritmo chamado Fawkes, criado em 2020 pelo SAND Lab da faculdade para ajudar a adicionar uma camada de proteção – ou um "manto" – a fotografias pessoais para que elas não pudessem ser usadas ou detectadas por bancos de dados de reconhecimento facial.



A ferramenta usa uma técnica conhecida como "embaralhamento de estilo", que altera sutilmente a aparência da imagem sem alterar o seu significado ou mensagem. Isso dificulta a capacidade dos algoritmos de aprendizado de máquina de identificar e reproduzir com precisão a obra original. A nova ferramenta pode ser especialmente útil para artistas que desejam manter o controle sobre a distribuição de suas obras e evitar que sejam reproduzidas sem sua permissão.


A equipe decidiu ajustar a ferramenta para proteger as obras de arte depois que os artistas entraram em contato com o laboratório para procurar ajuda. Depois de pesquisar mais de 1.000 artistas, os pesquisadores perceberam a escala do problema e decidiram adaptar o modelo de Fawkes para proteger a arte na internet.


Além disso, a tecnologia também pode ajudar a proteger a integridade da arte digital e impedir a propagação de deepfakes e outras formas de manipulação de mídia.


Quando colocadas à prova, as imagens que foram encobertas tiveram falsificações muito menos bem-sucedidas de geradores de IA do que aquelas sem, com mais de 90% dos artistas que visualizaram os resultados mostrando interesse em usar o software para proteger suas próprias peças de arte.

No futuro, os pesquisadores estão trabalhando em uma versão para download do software que permitirá que artistas de todo o mundo cubram imagens em poucos minutos, para que possam manter sua arte segura antes de postar on-line.


Antecipe-se a grande transformação da fotografia com a nova fase blockchain. Faça parte do NFoTo e comece a avançar nessa nova fronteira do mercado >>> Quero ser Membro NFoTo


Assine a newsletter grátis Spotlink e receba as notícias desse site no seu email >>> Quero ficar por dentro com Spotlink - Newsletter


Acerte seu Marketing na Fotografia em 2023 >>> Eu Quero Meu Plano de MKT 23


0 comentário

Comments


bottom of page