top of page

A rebeldia e o marketing da ousadia de Drift na fotografia blockchain


Drift, (Isaac Wrigth), é uma das referências da fotografia NFT. Um ex-militar que escala arranha-céus mundo afora sempre se arriscando para fotografar.


Drift é um dos novíssimos nomes da fotografia mundial nessa nova fase de valor com o blockchain.



Por que o case dele merece atenção?


Reconhecimento - Foi convidado pelo Instagram faz poucos meses para testar o novo marketplace dos colecionáveis digitais. E vendeu mais de 100 mil dólares em questão de segundos esgotando a coleção no Insta.



Colaboração - Fechou parceria com Vans e criou uma colaboração ousada que mistura os tênis com suas fotos do tipo de enormes construções.


Força da arte e da marca - Vendeu bem mesmo na crise de baixa do mercado cripto.



De olho no poder do impresso - Vendeu prints e mostrou que nem só de fotografia NFT vive o artista desse momento do mercado.



Drift ainda combina elementos desse marketing moderno que funciona muito bem:


Tem autenticidade. Mesmo sendo ousado e rebelde. Afinal, ele sobe nos prédios sem autorização e até já foi detido por isso.



Gera tensão. Pois suas criações e os bastidores mostrados por ele dão a sensação de que ele está por um triz.



Ele tem um público próprio. Sabe que não dá para atender todo mundo e ele fez essa escolha de forma consciente.


O status veio depois da tensão. Hoje ele é referência e procurado por marcas (como Instagram e a Vans). Mas antes de tudo isso tem a questão do propósito e de ser autêntico.



Ele atua próximo da comunidade (NFT) mas também de olho no ambiente mais amplo. O resultado das vendas rápidas no Instagram são uma prova disso.


Ele também ajuda causas e ONGs.



O vídeo abaixo mostra o trabalho ousado e que gera tensão na audiência. Drift virou um nome forte nesse mercado e certamente seu case tem tudo para inspirar colegas por aí.



O q fato é que 2023 tem tudo para ser o ano da fotografia blockchain. Participe da Semana NFoTo e faça parte dessa nova fase de valor para a fotografia >>> Semana NFoTo da Fotografia Blockchain (de 23 a 27 de janeiro)

0 comentário

Comments


bottom of page