top of page

Por que o marketing é crucial para fotógrafos(as) profissionais em 2023?

Na verdade é algo fundamental em qualquer momento para quem vive da fotografia





Sempre me recordo da história de Robert Capa. O lendário fotojornalista tem vários livros contando sobre sua vida. O que Capa tem a ver com marketing? Muito. Lá atrás pouco antes dele surgir, o casal de fotógrafos André Ernő Friedmann e Gerta Pohorylle pensaram em uma história. Um personagem que se chamaria Robert Capa e que viria dos EUA. Seria um talentoso fotógrafo que agora se encontrava na Europa para fotografar para meios de comunicação da época. E foi assim que Capa começou, aliás muitos historiadores da fotografia dizem que nem dá para saber direito quais fotos eram de Friedmann e quantas foram clicadas por Gerda (que também mudou de nome...).


Estamos falando de um tempo em que não existia tevê e em que o marketing ainda era muito rudimentar. Mas já naquela época uma boa história tinha valor. Será que hoje algo assim funcionaria? Provavelmente não. Contudo, existe na essência dessa "criação" do Capa ensinamento válidos para o marketing. A construção de uma marca e depois trabalhar com um foco na construção e consolidação dessa narrativa.


Por que marketing vai ser crucial em 2023? Na verdade sempre foi, quando estamos falando de viver da fotografia. E curiosamente, muitos profissionais das mais variadas áreas, não entendem a relevância do marketing na fotografia.


Se você posta uma foto no Instagram...isso é marketing


Se você criou um site...isso é marketing


Se você tem um preço...isso é marketing


Se você está perto dos seus clientes e possíveis clientes...isso é marketing


Se uma foto se torna famosa, clássica...vira um símbolo, ícone. Isso também é marketing.


E por aí vai. Você faz o marketing mesmo que não queira. Por que não tomar o controle disso?


E eis que estamos em 2023. Mais um ano de crise e que talvez a situação macro piore. E o cenário para a fotografia não é dos melhores seja por conta da irrelevância ou pelos avanços tecnológicos. Os desafios para os fotógrafos e fotógrafas das mais variadas áreas são visíveis no mercado. Eu poderia listar outras questões aqui:


- nunca o mercado esteve tão competitivo (e ao mesmo tempo com oportunidades mesmo diante dos desafios...)

- a questão da inteligência artificial é uma ameaça real (isso vai pedir uma outra abordagem de marketing...)

- a fotografia está pressionada em um mundo tão rápido e onde as coisas estão cada vez mais descartáveis (quem sabe por isso mesmo a fotografia de valor com experiência e assinatura visual de verdade tenha um diferencial...)

- a questão do luxo que é fotografia em vários setores e como se reafirmar o valor que queremos cobrar...


só para citar algumas situações...


Logo, o marketing (como atrair e manter clientes) terá papel protagonista nesse ano.


E como olhar para o seu marketing e fazer algo sobre isso?


Olhe para dentro. Veja como é percebido (posicionamento de mercado) e como quer ser percebido. Entenda os seus outros pontos do marketing: produto/serviço, promoção/divulgação, presença/consistência e quanto você cobra por isso. Para quem é e para que serve são outras perguntas válidas e básicas nesse processo. Pois envolve quem você atende ou quer atender na fotografia.


Se você precisar de ajuda com isso de forma mais organizada sugiro que participe da Semana do Marketing para Fotógrafos(as). De 6 a 10 de fevereiro (sempre às 19h) será só meia hora por dia e você ainda ganha o Plano de MKT 2023 e o livro Marketing Básico para Fotógrafos(as) na versão digital. Saiba mais e inscreva-se (é pago) clicando aqui >>> Na próxima segunda começa a Semana do Marketing para Fotógrafos(as)

0 comentário
bottom of page