NFT e o diferencial no branding e no marketing para marcas e na arte

O exemplo super recente da Tiffany mostra que colaboração e a própria dinâmica da tecnologia podem fazer a diferença nas questões de marketing e dos valores da marca





Ontem dei aqui sobre o case da Tiffany, lendária marca de luxo e de joias que lançou uma peça física que se conecta com uma coleção famosa de NFTs (CryptoPunk). Trata-se de um dos primeiros projetos NFT e que agora vê seu valor subir quase 250% (em 1 dia) por conta da parceria com a celebrada marca. Tudo impulsionado por uma oferta exclusiva da icônica joalheria de luxo e varejista especializada Tiffany & Co. para detentores de NFT CryptoPunks. "Estamos levando nfts para o próximo nível", escreveu Tiffany no Twitter no domingo. "Exclusivo para detentores de CryptoPunks, a NFTiff transforma seu NFT em um pingente sob medida feito à mão por artesãos da Tiffany & Co. Você também receberá uma versão NFT adicional do pingente."


É nesse ponto que o universo dos NFTs chama a atenção e se diferencia do marketing tradicional e do digital. Pois envolve algo validado, autenticado com blockchain. Envolve exclusividade e mescla o mundo físico e o digital. Ou seja, combina um lado híbrido. Detalhe: fez tudo isso sem perder valor tanto no virtual quanto no mundo real.


Para a fotografia é a oportunidade de pensar em ações que envolvem obras físicas e ações exclusivas. Pois na hora que você "minta" um NFT existe a opção de conteúdos exclusivos e nada impede de o artista criar ações para quem compra o NFT. Inclusive com fotos impressas, álbuns e serviços só para quem comprou aquela obra digital única.





O outro passo crucial e valioso está mais uma vez no exemplo da Tiffany. Afinal, uma colaboração (inusitada) entre a lendária joalheria e uma coleção famosa NFT. Em tempo: o pingente físico custa mais de 50 mil dólares. Importante: A coleção de pingentes de diamantes estará disponível exclusivamente para os proprietários da CryptoPunk e é limitada a 250 edições. De acordo com o site da Tiffany, cada colar incluirá uma combinação de 30 diamantes e pedras preciosas. E a coleção NFT CRyptoPunks também viu seu valor crescer nesse processo todo. Cabe aos artistas, marcas e organizações em pensar como fazer o marketing+arte+tecnologia caminharem juntos para uma nova fase de valor que beneficia a todos. Ainda bem que temos essa alternativa.


A propósito, participe dessa nova fase de valor da fotografia NFT participando da atividade: NFT para Fotógrafos(as).

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo