top of page

Meta apresenta novidades em IA para edição de fotos e vídeos no Facebook e Instagram

As ferramentas permitem aos usuários modificar imagens com comandos de texto e criar vídeos a partir de descrições ou referências visuais


Na quinta-feira, 16, o CEO da Meta, Mark Zuckerberg, revelou duas novas ferramentas baseadas em inteligência artificial (IA) para Facebook e Instagram. Essas ferramentas, desenvolvidas a partir do modelo de geração de imagens da empresa, Emu, têm como objetivo oferecer aos usuários opções avançadas para edição de fotos e produção de vídeos de alta qualidade a partir de descrições textuais.


A primeira ferramenta, chamada de “Emu Edit”, possibilitará aos usuários mudar imagens com precisão, usando entradas de texto. A demonstração em vídeo dessa ferramenta sugere uma funcionalidade similar às oferecidas por Adobe, Google e Canva, permitindo aos usuários remover ou trocar objetos e pessoas em fotos sem necessidade de experiência profissional em edição de imagens.


Um aspecto notável é a aparente capacidade da ferramenta de identificar automaticamente a seção da imagem a ser modificada, sem que os usuários precisem selecioná-la manualmente. Por exemplo, se digitarem “transformar o cachorro em um panda”, o Emu Edit identificará e realizará a mudança no cachorro dentro da imagem. A Meta afirma que o Emu Edit focará em realizar apenas as mudanças pertinentes ao pedido de edição.





O segundo recurso em desenvolvimento é o “Emu Video”. Este recurso poderá gerar vídeos a partir de prompts de texto, imagens de referência ou uma combinação desses dois insumos. Os resultados, embora ainda não totalmente realistas, representam um avanço em relação às animações rudimentares produzidas pelo sistema Make-A-Video da Meta no ano passado.



Ainda não há informações concretas sobre quando essas novas capacidades de edição estarão disponíveis no Facebook ou Instagram, nem se esse anúncio está relacionado às ferramentas de criação impulsionadas por IA que a Meta havia insinuado anteriormente.

Embora existam ferramentas similares disponíveis, como o Editor Mágico do Google Fotos e o preenchimento generativo da Adobe para o Photoshop, a integração dessas capacidades diretamente no Facebook e Instagram oferece maior conveniência aos usuários, eliminando a necessidade de recorrer a serviços de terceiros.


O fato é que esse tipo de novidade da Meta tende a ajudar a popularizar a tecnologia da IA generativa ainda mais. Resta saber se isso terá impactos para outras plataformas ou se será apenas mais um recurso divertido e descontraído sem maiores pretensões.


Aprenda e entenda todo o potencial transformador da IA na fotografia com o Guia Fotograf.IA >>> Fotograf.IA

0 comentário

Comments


bottom of page