top of page

Mais duas novas polêmicas com inteligência artificial e fotografia

Studio tecnológico se passa por fotógrafo e leva prêmio fotográfico usando IA. Mais uma faceta da tecnologia que é preocupante. E mais: estudo afirma que as ferramentas do tipo "gerador de imagens com texto" se baseiam em fotos protegidas por direitos autorais




A imagem premiada, criada usando inteligência artificial, retratando um nascer do sol, uma onda quebrando e dois surfistas e foi inserida sob o nome de Jan van Eycke, o pintor do século 15 que criou a obra de arte mais roubada de todos os tempos – A Adoração do Cordeiro Místico.


"Fizemos isso para provar que estamos em um ponto de virada com a tecnologia artificialmente inteligente, passando no teste final – uma imagem gerada por IA não apenas passaria despercebida, mas realmente seria premiada com o prêmio máximo de um especialista em fotografia? A resposta é retumbante, sim", disse o estúdio Abslutely AI.


"Recentemente, vimos o ChatGPT passar por exames legais, comerciais e médicos, mas ninguém discutiu o impacto que a IA terá nas indústrias criativas".


Jamie Sissons, um dos cérebros por trás do Absolutely. IA, admite que o futuro da indústria da arte parece "aterrorizante".


Um fotógrafo e cineasta experiente, até mesmo conquistando prêmios usando métodos tradicionais, Sissons disse que suas criações de IA superaram seu trabalho gerado por humanos. Veja outras das fotos criadas pela empresa, todas criadas com IA...













O vídeo abaixo indica claramente que a era da IA na fotografia vai causar e só estamos no começo da jornada. Primeiro veja a confirmação do estudo de importantes pesquisadores indicando que as ferramentas IA de gerador de imagens a partir de texto criam com base em fotos protegidas por direitos autorais. E ainda o estúdio de IA que se passou como fotógrafo para levar o prêmio com uma belíssima fotografia de surfe...que na verdade nunca existiu.




0 comentário

Comments


bottom of page