top of page

Instagram: NFTs e chatbots de IA são o futuro dos criadores

Adam Mosseri, chefe do Instagram, compartilha sua visão sobre as tendências emergentes na cúpula de inovação para criadores




Com informações do NFTnow


O Instagram realizou seu primeiro Creator Innovation Summit no dia 4 de outubro, um evento online voltado para os criadores da plataforma. O objetivo era oferecer insights e dicas sobre como construir uma marca pessoal, aproveitar ao máximo as ferramentas do Instagram e explorar as possibilidades das tecnologias disruptivas.


Um dos destaques da cúpula foi a conversa entre Adam Mosseri, o chefe do Instagram, e Marques Brownlee, um influenciador de tecnologia com mais de 15 milhões de seguidores. Os dois discutiram sobre temas como NFTs, inteligência artificial e chatbots de IA.





Mosseri revelou que ainda é “otimista com os NFTs”, apesar de o Instagram ter desativado seu suporte a essa forma de arte digital em março de 2023. Ele explicou que a decisão foi motivada por questões financeiras e de risco, mas que não descarta a possibilidade de reintegrar os NFTs no futuro.


“Eu ainda estou otimista com os NFTs porque eu não os vejo como uma fonte de renda mesquinha para todos os criadores e acabei recuando porque eles estavam apertando o cinto em todos os lugares e era um risco muito alto”, disse Mosseri.

Mosseri também falou sobre a inteligência artificial e como ela pode ser usada para criar chatbots de IA que representem os criadores e interajam com seus fãs. Ele afirmou que essa é uma ideia que pode fazer sentido para alguns criadores, mas que requer cuidado e alinhamento com seus interesses e valores. “Para alguns criadores pode fazer sentido, e para outros pode não fazer sentido.” Ele acrescentou.




Ele enfatizou a importância de alinhar qualquer chatbot de IA com os principais interesses e valores do criador. O desafio está em garantir que esse avatar de IA realmente represente o criador sem promover inadvertidamente sua concorrência. Mosseri também abordou o fluxo avassalador de mensagens e solicitações que os criadores recebem, sugerindo que uma IA efetivamente treinada poderia ajudar no gerenciamento dessas comunicações.





“A versão de IA de você tem que ser interessante, tem que ser interessante para eu conversar, precisa estar alinhada com o seu interesse, tem que ser treinada em conteúdo e saber o seu tom, mas também você não quer que ela recomende a sua concorrência, você não quer que ela fale merda sobre você.” Mosseri expressou sobre o quão profunda pode ser a ideia em torno de chatbots de IA ou IA trabalhando “para você”.


O Creator Innovation Summit contou com a participação de outros palestrantes renomados nas áreas de fotografia, cinema, desenvolvimento de tecnologia e inteligência artificial, como Dave Krugman e Larissa Gargaro.




A Meta, empresa-mãe do Instagram, já anunciou seus planos de lançar chatbots alimentados por IA com personalidades distintas para reforçar o engajamento em suas plataformas de mídia social. Os chatbots imitarão uma variedade de personagens, como figuras históricas ou viajantes casuais, e fornecerão recomendações e conselhos aos usuários.


Embora a ideia ainda esteja engatinhando, Mosseri está otimista sobre os benefícios potenciais se eles puderem navegar com sucesso pelas complexidades.





0 comentário

Opmerkingen


bottom of page