top of page

Faltam 4 dias para a Semana do Marketing para Fotógrafos(as) - veja erros comuns quando o assunto é marketing na fotografia

Atualizado: 25 de jan.

Evento ocorre entre os dias 29/1 a 2/2, "não mostrar para vender", "não ter um plano", "não ser intencional" são alguns dos erros mais comuns quanto ao tema


Quando o assunto é marketing fotógrafos patinam. Destaco aqui 6 erros comuns cometidos no mercado. Vamos a eles abaixo, mas antes lembre-se: a Semana do Marketing para Fotógrafos(as) começa na próxima segunda e é a sua chance de começar a acertar seu marketing na fotografia >>>


1 - Não ser intencional - De que adianta criar um negócio ou buscar reconhecimento ou qualquer outro objetivo com a fotografia se você não tem a intenção. Ser intencional é acordar todo dia pensando no que você vai fazer para melhorar seu marketing. Só que para isso você precisa de um objetivo.


2 - Não ter objetivo - Definir o que você quer atingir e determinar esse rumo é fundamental em conjunto com o "ser intencional". Olha para dentro, para você, para o mercado, analise o que te move e coloque no papel. Algo que está na base de um bom marketing, a definição do posicionamento de mercado. Para isso você precisa de um plano.


3 - Não ter um plano - Sem colocar no papel como você vai determinar o caminho. Os objetivos existem, a intenção também, logo ter um plano para seguir nesta rota é fundamental. É surpreendente o poder de colocar no papel e definir o que você quer, mas para isso você precisa desenhar a estratégia de forma concreta.


4 - Não ter um pensamento estratégico concreto e realista - Ao definir um plano, muitos são vagos e não definem números e o que podem de fato conseguir. De crescer do pequeno para o grande e de como fazer para chegar lá. Como diria Seth Godin, "se você não consegue nem atender direito um pequeno grupo, como vai fazer para atender muitos". O conceito do menor mercado viável do livro Isso é Marketing aborda isso. A visão do autor é muito acertada. Não ser realista é um problema recorrente.


5 - Achar que truques vão te ajudar - Fazer macetes e testar vale a pena. Podem até funcionar por um tempo, mas na verdade não são sustentáveis ao longo do tempo. Isso é algo curioso que vemos no mercado faz um tempo. O profissional entra no mercado com câmera e Instagram para divulgar e sem saber o que fazer para começar vai direto para os truques para lotar agenda, etc. Em questão de tempo acaba cansando e desgastando o negócio. A questão de falta de consistência combinada com todos os elementos acima explica muita coisa.


6 - Não começar, manter e ajustar - Fotógrafos começam na fotografia e ficam assim por anos sem sequer estudar ou entender o marketing. O ideal seria começar a olhar para isso o quanto antes e assim aprender, entender e ajustar enquanto fazem isso. O importante é começar no marketing da mesma forma que começam na fotografia. Entendendo que as duas coisas deveriam caminhar juntas. É sobre equilibrar fotografia e marketing como se não tivessem separação. Porque no fim são coisas complementares.


Essa lista poderia ter uns 50 elementos de erros. Faltou mencionar a importância de um produto bem formatado (seja ele digital ou físico ou ambos). Faltou falar da presença, da tendência da mistura das coisas físicas e digitais (figital) e do marketing mais sofisticado que existe na fotografia, sua assinatura visual.


Se quiser mergulhar nos assuntos mencionados acima e muito mais ... fica aqui o convite para você participar da Semana do Marketing para Fotógrafos(as). Começa na próxima segunda, sempre às 19:30 por 30 minutos por dia. Com direito a Plano de Marketing e muitas outras vantagens. Saiba mais >>> Semana do Marketing para Fotógrafos(as) - 3 motivos para participar (enfbyleosaldanha.com)






0 comentário

コメント


bottom of page