top of page

Como está sua marca na fotografia?

Hoje vou abordar o trio de ouro do marketing mais sofisticado para quem vive da fotografia





(Re)Posicionamento de mercado, branding e diferenciação. Esses 3 importantes elementos do marketing são figuras presentes entre as referências do mercado. Aliás, para qualquer negócio de fotografia ou mesmo fora do ramo. Vamos a exemplos sobre cada um deles?


Qual marca vem primeiro na sua cabeça quando o assunto é câmera fotográfica? E a melhor câmera?


Qual fotógrafa de bebês mais famosa que você lembra? Ou qual fotojornalista? Ou aquela referência que você tanto admira?


Por que você aprecia o software que você usa na edição? E qual é a marca dele?


Qualquer uma das respostas que você tenha dado mentalmente para as questões acima são exemplos de posicionamento de mercado, branding e diferenciação. Eu pensei na Canon para a primeira, talvez por estar mais exposto a marca em conteúdos e pela presença consistente da marca na minha mente. Em bancos de imagens a Canon domina e isso não deixa de ser uma forma de fazer marketing. Lembrando que o branding vai muito além do logo e afins.





Quando o assunto é nome de fotógrafa de bebês, pensei na Anne Geddes. E fotojornalista, pensei no Robert Capa. Ambos se tornaram ícones da fotografia e além dela. Conquistaram posições tão fortes até fora da fotografia. Volte e meia vemos as expressões: o Capa do fotojornalismo de tal país. E até prêmio de fotografia com o nome do famoso fotojornalista já foi criado. No caso da Anne, sempre aparece a chamada: Anne Geddes de tal país. Isso é marketing e a força da marca desses nomes famosos.


Quando pensei em software lembrei da Adobe. Ela tem a diferenciação de uma série de recursos e de ter criado uma comunidade. De ter integrado tudo na nuvem e de oferecer vantagens com funções que vão evoluindo com a ajuda da inteligência artificial e com o próprio feedback dos usuários. Diferenciação na fotografia é melhorar sempre, de dar um toque pessoal e de buscar uma identidade própria, única. Por sinal, Diferenciação, posicionamento de mercado e branding andam de mãos dadas no marketing mais sofisticado da fotografia.






No começo deste conteúdo coloquei (Re)posicionamento de mercado. Pois acredito que de tempos em tempos precisamos mudar nossa posição de mercado. Veja, embora seja crucial e estratégico, não dá para mudar de posição mensalmente. Mas se você não está feliz com seu momento de mercado, melhor considerar o reposicionamento. E tem gente que consegue perceber isso antes e decide se reposicionar antes das coisas piorarem em termos de marketing e por consequência, nos negócios.





Como está sua marca na fotografia? Você será lembrado ou lembrado de qualquer forma por quais motivos? Pela sua foto? Pela sua energia? Pela sua postura e simpatia? Pelo seu preço alto ou baixo? Você é lembrado pelo seu nome? Ou nem é lembrado?


O branding envolve os elementos visuais e emocionais da sua marca. Não é só questão de identidade visual. Deve ser por isso que muita gente “toma um banho de design” mas não vê grandes efeitos em termos de resultado real. A marca é a percepção e a posição na mente das pessoas. Se você não tem isso, a verdade é que você está sem essa força da marca. Não, não é um trabalho de dias, nem de semanas. É mais sincero dizer que leva meses, anos. É uma construção do que a integração dos seus esforços na fotografia e tudo o que envolve sua marca e que vai avançando no tempo. Um investimento na marca mas que envolve sua foto, seus conteúdos, sua presença, seu preço e tudo mais.


No fim, o branding é tão importante quanto o marketing e estão mais conectados do que parece. Um sem o outro é só estético ou perfumaria. De nada adianta estratégia de marketing, sem aplicar no conceito geral das questões envolvendo a marca. A diferenciação que é tão importante para te colocar fora da tribo do “mais do mesmo” é parte do processo. Pois você pode ter uma marca forte, mas difícil será manter essa posição de mercado única se de fato não tiver um produto diferente, algo que seja o mais distante possível dos coleguinhas.


Eu gostaria de ser mais específico no assunto. Embora as respostas que você busca são individuais. É coisa de caso a caso. Mas Acredito que os melhores fotógrafos e fotógrafas de hoje e os que virão…todos deverão ter esse olhar frequente para esses 3 elementos. O Plano de Marketing 2023 pode ser um bom caminho para começar (ou recomeçar) essa jornada para a diferenciação. De pensar no seu posicionamento de mercado, na sua marca e em como ser “mais você” e menos “mais do mesmo” na fotografia. >>> Plano de Marketing 2023 com uma grande novidade e ainda mais conteúdo






0 comentário

Comments


bottom of page