top of page

Como a IA está transformando a fotografia nos smartphones e também nas câmeras de ponta

  • A IA melhora a fotografia por meio de foco automático aprimorado, processamento de imagens de smartphones e reconhecimento de pessoas.

  • O aprendizado de máquina aprimora a edição de fotos com recursos de edição automática e simplifica as pesquisas de imagens em aplicativos.

  • A IA na fotografia simplifica e melhora o processo, permitindo que os fotógrafos se concentrem mais na criatividade

A Inteligência Artificial (IA) e o aprendizado de máquina têm transformado silenciosamente a fotografia, alterando a forma como fotografamos e editamos imagens. Embora tecnologias que chamem mais atenção, como o recurso Preenchimento generativo da Adobe no Photoshop, tenham chamado a atenção, as integrações mais sutis da IA no campo da fotografia estão desempenhando um papel significativo. E vale dizer que isso não começou agora, pois já tem alguns anos que as fabricantes estão investindo nisso.


Aqui estão cinco maneiras pelas quais a IA está melhorando a experiência fotográfica na captura e edição.


1.Foco automático aprimorado em câmeras com IA


As câmeras mirrorless modernas utilizam algoritmos de aprendizado de máquina para melhorar os recursos de foco automático. Enquanto os sistemas tradicionais de foco automático dependem de detecção de contraste e análise de perspectiva, um processo paralelo alimentado por modelos de aprendizado de máquina está agora em jogo. Este processador orientado por IA interpreta a cena em tempo real, identificando assuntos como rostos, objetos, animais e muito mais. Câmeras equipadas com detecção de rosto e olhos podem bloquear o foco em assuntos reconhecidos, proporcionando maior precisão e facilidade de uso.




2. Processamento de imagens de smartphones


As câmeras de smartphones produzem imagens surpreendentemente de alta qualidade, apesar de seus pequenos sensores e lentes. Isso é possível graças a processadores de imagem dedicados aprimorados com aprendizado de máquina. Antes mesmo de o botão do obturador ser tocado, o sistema de câmera avalia a cena e toma decisões com base em elementos detectados, como retratos ou paisagens. Depois de capturar várias imagens com exposições e configurações ISO variadas, o processador as mistura, fazendo ajustes com base no reconhecimento de cena. O resultado são fotos que rivalizam com as de câmeras de sensores maiores, alcançadas por meio da integração perfeita do processamento de imagem orientado por IA. E o mais curioso é que muitos fabricantes de smartphone estão chamando fotógrafos profissionais para ajudarem a treinar as IAs para melhorar a fotografia com smartphones.





3. Reconhecimento de pessoas em software


O software de edição de imagens usam o reconhecimento de pessoas baseado em aprendizado de máquina há algum tempo. Aplicativos como Google Fotos, Lightroom e Apple Fotos podem identificar facilmente indivíduos específicos em fotos, permitindo que os usuários localizem imagens contendo determinadas pessoas rapidamente. Essa tecnologia vai além da fotografia e da edição de vídeo, onde programas como o DaVinci Resolve também podem reconhecer pessoas em filmagens de vídeo. Além disso, o reconhecimento facial de recursos permite seleções mais precisas e ajustes direcionados nos processos de edição. A tendência é que isso (que já evoluiu bem) avance ainda mais dando mais tempo livre com produtividade alcançada com IA no fluxo de trabalho para os profissionais.




4. Recurso de edição automática aprimorado de aprendizado de máquina


Os controles de edição automática em softwares de fotos evoluíram com a ajuda de modelos de aprendizado de máquina. Por exemplo, no Lightroom, clicar no botão Automático nos painéis Editar ou Básico aciona a tecnologia de processamento baseada em nuvem do Adobe Sensei. A IA analisa imagens semelhantes em seu banco de dados e aplica configurações de edição relevantes para melhorar a imagem. Outros aplicativos, como o Pixelmator Pro e o Luminar Neo, oferecem recursos semelhantes de edição automática impulsionados por IA, dando aos usuários um ponto de partida que pode ser ainda mais personalizado.




5.AI função de pesquisa alimentada em aplicativos

As tecnologias de aprendizado de máquina também ajudam os fotógrafos a encontrar imagens rapidamente sem a necessidade de palavras-chave extensas. Muitos aplicativos de fotos agora empregam o reconhecimento de objetos e cenas para digitalizar imagens em segundo plano ou na nuvem. Isso permite que os usuários realizem pesquisas com base em elementos reconhecidos, como paisagens, edifícios ou animais. Embora não seja tão preciso quanto as palavras-chave aplicadas manualmente, esse recurso de pesquisa alimentado por IA economiza tempo e simplifica o processo de recuperação de imagens.


O fato é que à medida que os recursos orientados por IA se tornam mais integrados às ferramentas de fotografia, os fotógrafos tendem a ser beneficiados com mais precisão, ajustes automáticos e pesquisas de imagem simplificadas. Do foco automático da câmera ao processamento de imagens do smartphone, o aprendizado de máquina desempenha um papel crucial no aprimoramento da experiência visual para fotógrafos profissionais e amadores. Adotar esses recursos alimentados por IA permite que os fotógrafos se concentrem em seu ofício, sabendo que a tecnologia está funcionando perfeitamente para aprimorar sua visão criativa.


Outro ponto interessante a ser mencionado é que novas formas de monetizar e criar estão surgindo na fotografia com IA. A inteligência artificial na fotografia não deve substituir o fotógrafo, mas provavelmente dará vantagem competitiva aos profissionais que usarem a tecnologia contra os que não usarem.


Aliás, se quiser entender melhor e dar os primeiros passos na inteligência artificial na fotografia sugiro ler esse conteúdo recente >>> IA na fotografia: o que você precisa saber para começar (enfbyleosaldanha.com)



0 comentário

コメント


bottom of page