Branding na Fotografia: mais importante do que o marketing?

A resposta cada vez mais me parece que é "sim". Entenda o motivo





Sempre disse que uma foto por si só faz o marketing. Mas na prática e olhando melhor para os elementos do composto do assunto...notei que estilo e assinatura se encaixam mais no branding do fotógrafo. Depois fui estudar e percebi mais no detalhe que o branding, que trata do valor da marca para qualquer negócio, é mais valioso para fotógrafos profissionais.


Uma foto incrível faz o trabalho da divulgação. Seja postando nas redes sociais ou na capa de uma revista. Vale para um anúncio ou em uma exposição. No fim, buscamos e queremos o reconhecimento pelo nosso trabalho com que foi gerado no clique.


Dentro do composto do marketing temos:


Produto, divulgação, presença e preço. De certa forma a sua "obra" poderia estar atrelada com qualquer um desses elementos. A foto impressa é o produto, ela na mão de alguém ou visível fisicamente ou em telas é uma forma de promoção e ela se faz presente em espaços físicos e online. E finalmente, o preço o que vão pagar por isso. Só que a foto é mais: trata-se da sua assinatura visual, daquilo que você criou para garantir memórias ou para prestar uma função artística ou comercial. Integrando todos os P´s citados acima, a foto como branding está quase como que o posicionamento de mercado, aquilo que você é reconhecido e que tem sua causa na essência da obra. Grandes nomes da fotografia tem isso bem evidente. A tal ponto que só de olhar sabemos que é de fulano famoso.


Logo, se branding nos faz sentir algo e tem valor. Se está conectado com nossa essência e propósito, então por que tanta gente tem trabalho sem nenhuma assinatura?


Branding é mais do que logo, do que visual e design e fontes. Tem gente celebrada nesse mercado que diz até que logo importa pouco...mas a marca nos remete a algo. Se digo Disney, Coca, Apple, Casas Bahia...cada uma dessas marcas nos leva a alguma percepção. E tem em suas bases valores bem específicos como confiança, privacidade, diversão, sonho e por aí vai. Quando alguém vê sua foto sente o quê?


O marketing é menos importante do que o branding mas é parte do processo. Marketing nos leva a uma ação e deve caminhar junto com as percepções da marca. Curiosamente o que mais ouvimos por aí é gente com bom marketing e trabalho fotográfico bem mediano. Então sim, dá para ser bom na divulgação e nas vendas...mas se alguém combinar um trabalho de alto nível com marca, marketing e fotografia...essa sim é uma combinação imbatível.


Seja marketing, branding e fotografia...todos interligados e que envolvem movimento e evolução constante. É sobre prática, ajustes, testes e sobretudo começar. E continuar ajustando. E o mais importante: são coisas que deveriam caminhar juntas e não separadas.


Se precisar de ajuda com seu marketing conheça o Clube do Marketing da Fotografia ou Plano de Marketing Premium.

0 comentário