top of page

3 erros de marketing muito frequentes entre fotógrafos(as) e como resolvê-los

Achar que você não faz marketing é o primeiro erro mais comum





Fotógrafos(as) costumam ter problemas quando o assunto é marketing. Isso ocorre por vários motivos. Destaco dois deles: tempo e paixão. Tempo porque na correria, o profissional acaba deixando isso para depois ou agindo na base "do que tem para hoje". Ou seja, atuando de forma tática diariamente. Já no caso da paixão...essa é um clássico. Ora, se eu amo o que eu faço que é fotografar, então vou dar descontos e fazer sempre a melhor condição para o que vier de trabalho. A tendência aqui é já dar desconto antes mesmo do cliente pedir uma vantagem.


Os 3 erros mais comuns do marketing dos fotógrafos:


1 - Achar que não faz marketing! O erro está em achar que o fato de você não fazer marketing faz com que ele não exista. Ora, você terá uma percepção de valor (ou da falta dele) independente de ter algo organizado no tema. As pessoas que você atende ou quer atender vão sempre formar uma opinião de valor sobre o que você faz seja quanto ao seu site, redes sociais, produtos, sua postura e suas fotografias. Ou seja, não fazer marketing é um tipo de marketing. O pior tipo que existe porque você desvaloriza a sua marca.





2 - Só divulgar qualquer coisa! A ideia central aqui é achar que só as fotografias postadas no Instagram já é fazer marketing. Que basta publicar nas principais redes sociais e que isso é o bastante. A boa notícia é que isso é melhor do que não fazer nada. A má é que todo mundo faz isso e é por conta disso que o alcance nas redes é cada vez menor. Divulgar


3 - E a pior de todas: apelar para o preço. Veja, você pode fazer o que quiser com seu preço. Inclusive vender baratinho. Eu mesmo tenho produtos bem baratos para vender. Mas tudo com estratégia. O grande problema hoje no mercado é que tem gente que ataca no preço por ser a alternativa que resta. E ainda assim nem vendem. É por isso que hoje os fotógrafos duram cada vez menos tempo no mercado. O índice de rotatividade está caindo para menos de 1 ano (do momento que entrou até sair do mercado). Isso ocorre até pela crise pós-pandemia e de outros fatores do negócio da otografia.





A resposta para os erros frequentes é simples e complexa. A simplicidade passa por você parar e olhar para dentro. Fazer um estudo do próprio negócio de fotografia, do seu mercado e estabelecer uma nova estratégia de reposicionamento. A parte complexa é que você precisa começar e esse trabalho obviamente não é simples e fácil. Importante: a maior parte dos fotógrafos não faz isso e segue aos trancos e barrancos na parte tática do jeito que der.


O prazer de não ter que te vender nada. Coloco essa frase para você porque vi outro dia e achei relevante. Eu tenho produtos e soluções para te ajudar no marketing da fotografia. Confira abaixo. Mas se você não quiser gastar nada basta entrar no site do Sebrae local que tem bastante conteúdo grátis para você começar agora.



Para quem quer estudar lendo >>> ebooks - Marketing


Para quem quer um Plano de Marketing na Fotografia >>> Plano de Marketing 2023


Para quem quer uma mentoria com Plano de Marketing junto >>> Plano de Marketing Premium






0 comentário

Commenti


bottom of page