The Parlour Mirage: o primeiro bar NFT que também conta com estúdio fotográfico

O local fica em Cingapura e mistura a possibilidade de apreciar cervejas artesanais, curtir e comprar obras NFT e ainda ser fotografado em um estiloso estúdio fotográfico





O sudeste asiático é provavelmente a região do mundo que mais investe e testa experiências com NFT. Prova disso é o The Parlour Mirage, um bar, galeria NFT e estúdio fotográfico que fica dentro de um centro comercial em Jalan Besar. Trata-se do primeiro bar daquele país (eu confesso que talvez seja o primeiro do mundo) que hospeda regularmente eventos relacionados à NFT para novatos e especialistas.


The Parlour não surgiu agora, mas sim no fim de 2020. Contudo, a parte de NFTs só foi aparecer nesse ano por lá. Agora com eventos frequentes relacionados à NFT. Desde workshops, encontros com negócios parceiros e lançamentos exclusivos de criadores da NFT.





Por que a ideia faz todo sentido? NFT é sobre vender e testar experiências exclusivas e ao mesmo tempo pensar em exclusividade e relacionamento. Logo, lançar coleções NFT no local, realizar exposições e ainda criar e vender obras digitais únicas no mesmo local parece bem acertado. Como já se sabe para quem faz parte desse universo, a comunidade NFT é inclusiva, generosa e participativa. Então é natural que as pessoas tenham esse local de convívio presencial e que ainda possam conhecer e comprar NFTs pessoalmente.






Neste momento, o The Parlour recebe o IMPACT, a primeira exposição feminina da NFT de agora até 30 de junho de 2022. Lá estão expostas obras em NFTs de mulheres daquela região da Ásia abordando questões sociais e ambientais através de suas obras de arte. Pois o NFT tem sido usado para abraçar causas, gerado experiências exclusivas para marcas e proporcionado uma nova fase de experimentações para artistas e negócios.



E o estúdio? Freeflow é o nome do estúdio que fica no andar de cima. Segundo os donos, o primeiro estúdio de fotografia baseado em LED de Cingapura. Por US$ 50, o visitante tem 30 minutos para fazer um retrato com o fotógrafo Ben Matchap. Artista que usa luzes LED vermelhas, verdes e azuis para adicionar cor às fotos. Os resultados são matizes inspirados em filmes fotográficos e que tem uma estética diferenciada com a assinatura do artista. O foco no uso dessas fotos é para as redes sociais. Algo que chega a ser curioso, já que a inspiração é na fotografia analógica…e as sessões só ocorrem com hora marcada.



O local também conta com estúdio musical e um restaurante com pratos locais. Uma combinação inusitada ou talvez nem tanto assim. No fim, o The Parlour mais parece um convite multissensorial, com o NFT como parte da proposta de valor.

Em tempo: hoje tem NFT para Fotógrafos(as). Curso online ao vivo às 18:15. E se você não puder participar então venha fazer parte da comunidade NFT na Fotografia.


Fonte: Smart Local



13 visualizações0 comentário