Marketing para fotógrafos: como começar?

Seja para quem está começando na fotografia ou para quem já está um tempo no mercado, o ato de “fazer o marketing” é regido por uma regra fundamental: começar (e continuar)





Vai ser difícil você aprender a fotografar sem praticar. Mesmo que tenha acesso aos melhores livros, tutoriais e cursos. O fato é que o aprender fazendo é crucial nesse processo. E o que ocorre no começo? A gente erra, aprende, ajusta e vai evoluindo (pelo menos assim espero). Pois na questão de atrair (e manter) clientes não é diferente. Começar é o mais importante, arrisco a dizer que talvez seja a única regra absoluta no assunto: se você não começar, como é que vai fazer marketing? Só que a verdade é que mesmo que você não comece seu marketing vai ocorrer. Pois as pessoas terão uma percepção do seu negócio de fotografia. O não fazer já é um posicionamento que costuma a levar para ações táticas, desconexas e que no fim levam só a “descontos” e divulgação sem fim e foco nas redes sociais. Coisa muito comum hoje por aí.

Como começar?

1 – Comece pelo “porquê” e entenda o que te move de fato na fotografia. Ou o que você gostaria de que movesse. Definir esse propósito é valioso para ajudar a alinhar seu posicionamento de mercado.

2 – Definido isso, o próximo passo é responder a pergunta: para quem é? E não, não dá para ser para todo mundo. Quanto mais específico e orientado inclusive pelo seu propósito, melhor. Quando o “para quem é” foi respondido você verá como chegar nas pessoas com esse perfil. Vai pensar em como chegar nelas e como atrair com divulgação. Como elas se comportam, o que esperam e como você pode se aproximar delas sempre respeitando o seu posicionamento de mercado. Na verdade essa parte é sobre interesse real pelas pessoas que você quer servir. Inclusive uma pesquisa com potenciais clientes pode ajudar neste sentido.

3 – A partir daqui vem a sequência do composto do marketing que vai envolver as pessoas que você atende e quer atender. O que elas querem e vão comprar? produto/serviço. Aonde elas vão te ver e como você estará presente para elas? (presença). Como você vai conversar/divulgar para elas? A divulgação que não tem cara de anúncio/promoção. E por fim: quanto elas vão pagar por isso?

No fim, o marketing efetivo que tenha uma identidade própria e que vai te posicionar de forma marcante vai depender de um olhar interno, franco e dedicado. Dá trabalho, mas para quem faz isso faz toda a diferença. Precisando de ajuda com seu marketing na fotografia? Conheça o Plano de Marketing 2022: QUERO MEU PLANO DE MARKETING

0 comentário