Como a OpenSea está tentando evoluir e não ser alcançada pelos concorrentes

Marketplace é o maior do mundo para venda e criação de NFTs, notícias recentes mostram como a plataforma está tentando se proteger e evoluir para combater o avanço dos concorrentes





OpenSea ainda é a maior plataforma NFT do mundo. Embora nos últimos meses tenha sentido os efeitos da queda das vendas e no avanço dos outros marketplaces desse universo. A empresa anunciou algumas novidades interessantes para tentar se recuperar e melhorar os negócios dos clientes por ali.


O que são NFTs? São ativos digitais únicos que só conseguem ser criados com essa tecnologia graças ao blockchain e a plataformas como a OpenSea. NFTs são arquivos digitais únicos com garantia de procedência e autenticados. Podem ser fotos, vídeos, músicas e outros itens.


Novas ferramentas e design - OpenSea permitirá que criadores de NFTs customizem página inicial da plataforma. A ideia é facilitar a vida de quem cria coleções, sobretudo na criação de narrativas, permitindo que os criadores de NFTs criem páginas de lançamento personalizadas, compartilhem imagens, vídeos e muito mais. De acordo com informações da CoinTelegraph, como parte dessa nova iniciativa imersiva, os criadores poderão lançar suas coleções de NFT em páginas de lançamento personalizadas e dedicadas. A empresa espera que o novo recurso ofereça maior visibilidade aos criadores em sua página inicial. Nas páginas de lançamento personalizadas, os criadores agora terão a capacidade de compartilhar imagens e vídeos, fornecer detalhes sobre a equipe, apresentar roadmaps e muito mais.


“As páginas de lançamento de coleções incluirão informações sobre o lançamento, o cronograma de cunhagem, um relógio de contagem regressiva e, claro, uma galeria de NFTs. Também permitiremos que os colecionadores definam alertas por e-mail ou adicionem eventos ao calendário deles para lembrá-los de quando retornar à plataforma.”

Os lançamentos de projetos no OpenSea também terão acesso ao SeaDrop, um novo contrato inteligente de código aberto seguro que facilitará a experiência de lançamento, economizando tempo dos criadores e simplificando os aspectos técnicos envolvidos na criação de contratos inteligentes personalizados. O OpenSea afirmou:

“Desenvolver um contrato inteligente seguro que pode orquestrar lançamentos em vários estágios é um dos elementos mais importantes e tecnicamente complexos, e agora os criadores podem pular essa etapa inteiramente usando o SeaDrop.”

Escassez - OpenSea também adotou uma ferramenta para rastrear raridade de NFTs. A funcionalidade foi batizada de OpenRarity e permite aos compradores saberem a raridade de um NFT específico. Segundo informações da Money Times, coleções populares de NFTs, como Pudgy Penguins, Cool Cats e Moonbirds, estão entre os primeiros projetos a recebe OpenRarity em suas respectivas páginas na OpenSea. Essas coleções de NFTs têm entre 8.888 a 10 mil itens, compostos de imagens geradas a partir de um algoritmo.

Algumas das características desses NFTs são encontradas em menos de 1% da coleção, como uma fronha de travesseiro cobrindo o rosto de um dos Pudgy Penguins, ou um rosto de robô em Cool Cats.


A adoção de OpenRarity pela OpenSea remove a opacidade do quão raro são certas características em NFTs, permitindo que usuários permaneçam na OpenSea e abandonem ferramentas terceirizadas para rastreamento da raridade de NFTs.


A raridade de um token não fungível é um dos primeiros itens que um comprador potencial observa quando examina um NFT – antes mesmo de analisar o histórico de compras do item ou a quem ele pertence atualmente.

Antes de incorporar OpenRarity, OpenSea já disponibilizava algumas características de raridade de um token não fungível.


Além de adicionar dados sobre raridade de um NFT, OpenSea fez mudanças adicionais em sua plataforma, como expandir a forma como distribui NFTs, adicionando uma descrição mais proeminente sobre como está a taxa do criador da coleção, após um debate sobre direitos autorais, e prometendo apoiar somente NFTs proof-of-stake na Ethereum após “The Merge”, atualização finalizada na semana passada.

0 comentário