top of page

3 notícias que mostram o avanço dos NFTs em diferentes e importantes frentes

AliExpress vai lançar uma coleção NFTs, Robert Alice com obras expostas em uma importante instituição francesa de arte e o filme do Superman em NFTs


Moment3! e AliExpress, a renomada plataforma de varejo online do gigante do comércio eletrônico chinês Alibaba Group, estão se unindo para lançar NFTs! No dia 25 de junho, eles vão liberar 5.555 NFTs para venda. Trata-se de uma colaboração que reúne colecionáveis digitais de ponta e um mercado online global.


O projeto foi anunciado na última quinta-feira na conta do Twitter do Moment3!


Um dos diferenciais será a forma de fazer o pagamento via Shopping.io. O colecionador poderá usar diferentes criptomoedas, como a memecoin Floki, para comprar itens no AliExpress. Esta integração facilita para os fãs de criptomoedas usarem suas moedas digitais preferidas ao fazer compras no AliExpress, o que ajuda as criptomoedas a se tornarem mais amplamente aceitas no mundo do varejo online.


O fato de que esses NFTs especiais estarão disponíveis em uma plataforma conhecida como AliExpress é mais um indicador do avanço dos NFTs.



O artista Robert Alice


Robert Alice: O artista NFT que desafia a história na La Monnaie de Paris


Imagine uma instituição que existe há mais de mil anos. Uma instituição que testemunhou e participou da evolução do dinheiro, da economia e da cultura. Uma instituição que produz moedas, medalhas e arte.


Agora imagine um artista que nasceu na era digital. Um artista que explora e questiona o papel das novas tecnologias na sociedade. Um artista que cria obras de arte únicas e imutáveis usando blockchain e criptomoedas.


O que acontece quando esses dois mundos se encontram?


É isso que as pessoas vão descobrir na exposição NFT que acontece na La Monnaie de Paris, a mais antiga casa da moeda francesa em atividade. A exposição apresenta as obras do artista digital britânico Robert Alice, em parceria com a plataforma NFT La Collection.


La Monnaie de Paris, uma instituição histórica na França, recebe uma exposição NFT com obras do artista digital britânico Robert Alice. A arte de Alice, inspirada em blockchain e criptomoedas, busca mudar a forma como vemos essas tecnologias e destacar seu lugar na história do dinheiro. La Monnaie de Paris também está explorando iniciativas digitais, incluindo a criação de seus próprios NFTs, para completar sua missão.



Robert Alice tem a distinção de ser o primeiro artista a vender um NFT em uma grande casa de leilões. NFT significa Non-Fungible Token, ou seja, um token não fungível. Isso significa que ele é único e não pode ser trocado por outro igual. Um NFT é uma forma de certificar a autenticidade e a propriedade de uma obra de arte digital, usando a tecnologia blockchain.


Os NFTs estão ganhando cada vez mais espaço e valor no mercado de arte. Eles permitem que os artistas criem obras originais e inovadoras, que os colecionadores adquiram peças exclusivas e que os fãs apoiem seus criadores favoritos.


O fato é que os NFTs não são apenas uma moda passageira. Eles são uma expressão da nossa época, marcada pela transformação digital, pela descentralização e pela criatividade.


É por isso que a La Monnaie de Paris decidiu abrir suas portas para essa nova forma de arte, convidando o artista Robert Alice para expor suas obras na sua sede histórica.


Robert Alice: quem é o artista?


Robert Alice é um artista londrino que se dedica a explorar e questionar o papel das novas tecnologias na sociedade. Ele é fascinado pelo blockchain, pela criptomoeda e pelo sistema monetário, e usa esses elementos como inspiração para suas obras.


Ele foi o primeiro artista a vender um NFT em uma grande casa de leilões, em outubro de 2020. Ele quer promover a democratização da tecnologia blockchain por meio de sua arte. "Exibir criptomoedas em uma instituição nacional de 1000 anos ajudará a normalizar a percepção de criptomoedas e NFTs", afirma Alice. Ele defende a descentralização, destacando que a centralização muitas vezes leva a crises financeiras.


A preocupação de Alice com as crises, especialmente as monetárias, e os aspectos menos glamorosos do dinheiro deram o tom da exposição. Ele não se interessou pelos itens mais valiosos ou bonitos da coleção da La Monnaie. Em vez disso, sua atenção foi para aqueles que contam uma história de luta e adaptação.


A exposição é uma oportunidade de mergulhar em uma fusão única de obras de arte físicas e digitais. Ela tece a narrativa da criptomoeda e do blockchain na história centenária da instituição. "As pessoas muitas vezes veem o dinheiro como um tema para especialistas, uma perspectiva irônica considerando sua onipresença; todo mundo usa dinheiro", diz Dominique Anterion, líder de coleções históricas do La Monnaie.


Portanto, esta exposição apresenta uma nova forma de se envolver na conversa sobre o conceito de dinheiro, facilitada pela criatividade.


La Monnaie de Paris, fundada em 25 de junho de 864, é a mais antiga instituição francesa em atividade. Ela não só produz moedas de euro para a França, mas também serve como um Museu do Dinheiro e da Economia.


Ela possui uma coleção rica e diversa de moedas, medalhas e documentos econômicos ao longo dos séculos. Esta exposição, viabilizada pela La Collection, pretende valorizar este patrimônio.


Mas a La Monnaie de Paris não é apenas uma instituição que preserva o passado. Ela também é uma instituição que se adapta ao presente e se prepara para o futuro.


Em meio à crescente proeminência da arte NFT e das novas tecnologias, a La Monnaie de Paris está buscando várias iniciativas digitais. Uma delas poderia ser a criação de seus próprios NFTs. "Criar tokens digitais para La Monnaie, uma casa da moeda que produz tokens físicos há séculos, traria nosso círculo completo de missão", diz Anterion.


Ao dialogar com as obras de Alice por meio de suas próprias peças, La Monnaie de Paris poderia contribuir significativamente para estabelecer as criptomoedas como um componente merecedor nos anais da história econômica.


Poucos meses após a aquisição de NFTs – incluindo um CryptoPunk – pelo Centre Pompidou, uma importante instituição de museus, a França parece avançar cada vez mais no ecossistema NFT.





Superman no blockchain: a inovação da Warner Bros com NFTs


A Warner Bros Home Entertainment decidiu lançar um pacote NFT do filme "Superman: O Filme", de 1978, estrelado por Christopher Reeve e dirigido por Richard Donner. É uma forma de reviver a emoção do clássico super-humano da DC, usando uma tecnologia que está revolucionando o mundo da arte e da cultura.


O pacote NFT inclui o filme em 4K Ultra HD e extras de artistas da DC.

Disponível por tempo limitado a partir de 9 de junho, com acesso antecipado para compradores anteriores de NFT do WB. Um alambique estilizado do filme do Superman de 1978, definido para ser lançado como um pacote NFT!



Os NFTs estão ganhando cada vez mais espaço e valor no mercado de arte. Eles permitem que os artistas criem obras originais e inovadoras, que os colecionadores adquiram peças exclusivas e que os fãs apoiem seus criadores favoritos.


Superman: o herói que voa para o futuro


O Superman é um dos personagens mais icônicos da cultura pop. Ele representa valores como verdade, justiça e esperança. Ele também representa a inovação, a adaptação e a evolução.


Por isso, faz todo sentido que ele seja o protagonista de um projeto NFT da Warner Bros. É uma forma de homenagear o legado do herói, ao mesmo tempo em que se abre para novas possibilidades.


O pacote NFT do Superman inclui o filme no formato 4K Ultra HD. Também inclui extras, como galerias de imagens e renderizações de artistas renomados da DC. É uma experiência multimídia que combina o físico e o digital, o passado e o presente, o real e o fantástico.


O pacote custa US$ 30 para a edição padrão e US$ 100 para a edição premium. Os clientes podem fazer suas compras usando um cartão de crédito ou criptomoeda depois de criar uma carteira de mídia Eluvio NFT. Esta carteira funciona como um "cofre digital" seguro para streaming e visualização do conteúdo.


Não perca a chance de se preparar para o futuro da fotografia. Junte-se ao NFoTo e tenha acesso a conteúdos exclusivos, cursos práticos e uma comunidade de fotógrafos inovadores. Clique aqui e faça parte do NFoTo agora >>> NFoTo: fotografia blockchain e inovação>>> NFoTo: fotografia blockchain e inovação


Como se tornar um fotógrafo de referência com esses 3 produtos de marketing >>> saiba mais


0 comentário

Comments


bottom of page